Apresentação

O programa Interreg VA España-Portugal (POCTEP) promove projetos de cooperação transfronteiriça com o apoio da União Europeia e, entre outros, prevê apoio de ações relacionadas com a melhoria da capacidade institucional das administrações e dos serviços públicos através da cooperação transfronteiriça.

Neste contexto, e na sequência da elaboração da Agenda Regional para a Economia circular surgiu o Projeto Economia Circular e resíduos de sabonetes de hotelaria – ECRESHOT  (0751_ECRESHOT_5_P; https://www.poctep.eu/pt-pt/2014-2020/economia-circular-e-res%C3%ADduos-de-sabonetes-de-hotelaria), apoiado na vontade de conhecer as quantidades deste tipo de resíduos que resultam da atividade hoteleira, tentando identificar parceiros no tecido empresarial da região que demonstrem interesse em valorizar esses resíduos e/ou produtos, promovendo um modelo de negócio inovador que integre o seu potencial de circularidade. Revelou-se imperativo atualizar o nível de enquadramento dos resíduos produzidos no setor do  turismo no âmbito do metabolismo regional e, em face dos resultados, propor atuação em conformidade, contribuindo assim para a concretização da agenda Regional da Economia Circular no Algarve.

Dadas as características comuns entre a região do Algarve e da Andaluzia, reconhecida pela dinamização de projetos em cooperação regional, considerou-se vantajosa a adoção de uma estratégia comum, em particular com a Província de  Huelva, que apoie o crescimento inclusivo através da cooperação transfronteiriça para a competitividade empresarial, pelo que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, CDR estabeleceu contactos de parceria com a Diputacion Provincial de Huelva.

Um dos objetivos subjacentes ao ECRESHOT é o reforço da competitividade das PME, mais concretamente, a promoção do espírito empresarial facilitando a exploração económica de ideias novas e incentivando a criação de novas empresas. Como parceiro na área empresarial/associativismo o NERA- Associação Empresarial da Região do Algarve   surge de forma natural, pela sua reconhecida e já prolongada ação nesses domínios. Pretende-se então criar as condições necessárias e propícias para o surgimento de novas iniciativas empresariais, envolvendo processos de investigação e inovação nas PME.

Foram assim reunidos as 3 entidades parceiras, beneficiárias do Projeto ECRESHOT

Inicialmente previsto para o triénio 2018 -2020, foi recentemente feita uma recalendarização  que permite terminar o Projeto em 2021. Foi igualmente contemplada a modificação do objeto das ações, acrescentando aos resíduos de sabonete os biorresíduos, os resíduos têxteis e os móveis e eletrodomésticos. Esta atualização justifica-se  porque permite determinar com maior realismo as propostas de melhoria na gestão de resíduos por parte deste grupo de grandes produtores, e gerar uma aproximação ao cumprimento da atual legislação comunitária.

Resumidamente  os  objetivos são os seguintes:

  1. Recolher e atualizar informação sobre a base produtiva do setor Turismo na Região do Algarve e Diputación de Huelva visando a identificação dos principais fatores de mudança, dos constrangimentos e das potencialidades, de modo a caraterizar o metabolismo regional e conhecer a situação de referência dos resíduos provenientes da hotelaria, em particular dos resíduos de sabonete, dos biorresíduos, dos resíduos têxteis e dos móveis e eletrodomésticos.
  2. Atuar juntos dos Operadores de Gestão de Resíduos provenientes de unidades hoteleiras do Algarve, com vista à recolha seletiva de sabonetes, biorresíduos, resíduos têxteis e móveis e eletrodomésticos, e sua posterior reciclagem.
  3. Analisar cenários de utilização de sabonetes, biorresíduos, resíduos têxteis e móveis e eletrodomésticos através de benchmarking e processos inovadores, ao nível da higiene básica e saúde pública, lançando novos desafios empresariais.

Espera-se, no final do Projeto, a par do contributo do setor do turismo para a Agenda Regional da Economia circular no Algarve, conhecer a quantidade de resíduos- sabonetes, biorresíduos, resíduos têxteis e móveis e eletrodomésticos, produzida, atingir um nível elevado ( 75% da produção) de separação e transporte para destino adequado e, no destino, reutilização do produto recebido, tratamento e higienização para utilização futura em segurança. Deste modo  incentiva-se  a criação de novas empresas em gestão de resíduos, e/ou a reconversão de outras já existentes no Mercado, promovendo a responsabilidade ambiental e social da Hotelaria e dos Operadores de Gestão de resíduos intervenientes no processo, na região do Algarve e da Andaluzia.

Em termos de produtos está prevista a realização de estudos que apoiem e divulguem as medidas e as ações do Projeto, destacando-se a criação de uma página web,  a realização de estudos e trabalhos específicos( tais como Estudo de Metabolismo Regional e o Estudo de Cenários sobre novas áreas de negócio na área do Projeto (Algarve/Huelva), a distribuição de Flyers e a realização de ações de formação sobre gestão de resíduos que envolvem a elaboração de um Manual de Procedimentos.